web
analytics

Sobre Concursos de Arquitetura

on


Acredito que concursos de arquitetura são uma ótima forma, na minha humilde opinião, de agregar qualidade aos espaços que serão construídos, tanto as cidades como os edifícios nela inseridos. Porém, este é um tema um tanto quanto polêmico. Infelizmente não temos uma cultura forte de incentivo a concursos, e são poucos aqueles que chegam ao conhecimento do público geral, fora do meio profissional e acadêmico; dos cidadãos comuns. Então o verdadeiro propósito de discussão dos espaços através de ideias de projeto, e de maior participação para uma escolha (popular até) muitas vezes acaba se deturpando.

Tenho colegas e conhecidos que desde a faculdade participam de concursos, inclusive vencedores de alguns concursos importantes. Fico extremamente feliz quando vejo estes resultados e a repercussão e comemoração entre os amigos/conhecidos de turma.

É interessante para o escritório que vence, pois obtém visibilidade e importante para a cidade. Agora, a parte ruim desta história é que para os profissionais participarem de um concurso, além de possuir uma equipe bem formada, o trabalho é extenso, com prazo exíguo e muitas vezes sem nenhum retorno financeiro direto, apenas o fato de constar no currículo ter participado de tal premiação. Ou seja, escritórios devem investir por acreditar na importância do projeto ou então equacionar a participação além da dificuldade inerente à profissão em busca de maior “renome”.
Até o momento que escrevo este texto não tive experiência em concurso. Não por me julgar incapacitado, mas por estar durante estes anos de atividades profissionais inserido em outros projetos e trabalhos, os quais estão em sua maioria descritos aqui no blog.

Mesmo com tudo isto, acredito ser de suma importância para qualquer profissional participar de concursos. Eles promovem o debate, os diferentes pontos de vista e propostas, que não seriam realizados de outra forma. Além da possibilidade de se posicionar, discutir caminhos que a sociedade toma através de seu ambiente construído. É como se a crítica de arquitetura tomasse forma de projeto, dizendo por que não se fazer desta forma ao invés daquela? Poder também verificar a aceitação do público relacionado a aspectos projetuais (ainda que muitos dos grandes “ícones” de arquitetura espalhados pelo mundo hoje tenham sido imensamente criticados quando construídos, mas isto é outra discussão).

Trata-se de uma forma mais participativa nas decisões político-arquitetônicas para definição de novas construções nas cidades, sejam em qualquer atividade dentro dela: mobilidade, habitação, saneamento, equipamentos públicos, empreendimentos privados.

Dados meus argumentos a favor de tal atividade, que tal acompanhar exemplos de concursos que já aconteceram e que estão acontecendo e são importantes referências no assunto?

Há um portal interessante que é o http://concursosdeprojeto.org/, lá você encontra de tudo, o conteúdo é de qualidade e sempre atualizado. Boa navegação!


Fabio Lanferhttp://www.lanfer.arq.br/
Arquiteto e Urbanista pelo Mackenzie (2008). Está sempre em busca de formas inovadoras e tecnologias mais sustentáveis para criar os seus projetos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Arquiteto e Urbanista pelo Mackenzie (2008). Está sempre em busca de formas inovadoras e tecnologias mais sustentáveis para criar os seus projetos.
376FãsCurtir
345SeguidoresSeguir
99InscritosInscrever