04 – Término das fundações e início das alvenarias.


A fundação da garagem foi feita depois que a da edícula já estava pronta e iniciando as alvenarias. Como o processo é o mesmo, vou resumir nesta postagem o início e o resultado.

Acompanhamento de Obra – Residencia No Litoral Norte de SP

 

Detalhe dos gabaritos; pontaletes e tábuas servem de referência para os ângulos e medidas, a partir dos quais se puxam fios de nylon no alinhamento onde irão irão as estruturas.

As valas são escavadas para apoio das fundações sobre solo firme (nesta região é quando se chega ao solo arenoso) . Abaixo uma vista geral da obra nesta fase.
Na próxima imagem escavei até a fundação já pronta para demonstrar a aba do radier que ficou apoiada em solo firme.
Como na garagem o solo firme se deu à apenas 50cm de profundidade foram feitas também brocas para absorver eventuais empuxos horizontais (pois o terreno está acima da rua).
As alvenarias são apoiadas nos baldrames (já impermeabilizados), que tem espessura suficiente para apoiar também o revestimento de tijolo à vista nas etapas finais da obra.

Os tijolos baianos são muito resistentes, leves e tem ótima inércia térmica pelo ar que contém nos furos. Com fornecedor próximo ao local da obra foi uma escolha certeira.

Tijolos baianos juntamente com os tijolos maciços à vista (seguindo o estilo da construção original) formaram uma vedação sólida e eficiente. Acima o corredor de acesso à suite, que irá ventilar e dar privacidade ao quarto.

Próximo post, 05 sobre alvenarias aqui!

 


Escrito por
More from Fabio Lanfer

01 – Preparo do Terreno; levantamentos, terraplanagem e demolições

Esta é a primeira de uma série de 17 postagens que tratarão sobre uma obra...
Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *