Perfil


Arq. Fábio Lanfer Marquez 

Fabio-Lanfer1

Arquiteto com mais de dez anos de atuação na área.
Graduado em Arquitetura e Urbanismo pelo Mackenzie (dez 2008) e bolsista de iniciação científica – pela mesma universidade – com trabalho sobre construção civil usando bambu. Acumulou experiências variadas entre escritórios de arquitetura de pequeno e grande porte e também em acompanhamento de obra. Na área urbanística, colaborou com o Grupo Metrópole Fluvial da Fau-USP no estudo para o Hidroanel Metropolitano de São Paulo, sob coordenação do Alexandre Delijaicov (2011/12). Nos anos seguintes integrou equipes de engenharia em grandes grupos empresariais. Embora com projetos particulares desde a graduação, foi a partir de 2014 que passou a focar totalmente nos trabalhos próprios e em parcerias.

 

O Lanfer.Arq.Br :

O Lanfer Arquitetura tem como base uma visão contemporânea de mercado e também a experiência de projetos executados para os mais diversos programas de necessidades, entre eles: residências, hospitais, lojas do mercado de varejo, estandes, estúdio de televisão, canal de arte, camarim, cafeteria, espaços corporativos, refeitórios, área de exposição zoológica, laboratórios de pesquisa (área biomédica), prédios industriais farmacêuticos.

Há muito desconhecimento sobre o trabalho do arquiteto e urbanista no Brasil e por isso a importância profissional, além a atuação em projetos, de apresentar/discutir exemplos do que há de melhor no cenário da arquitetura moderna e contemporânea. Para quem precisa dos serviços relacionados à arquitetura busco postar dicas relevantes. Para quem já trabalha na área, busco incentivar a discussão sobre projetos mas também apresentar material que auxilie em seu processo produtivo.

Missão:

Morando em São Paulo temos ao nosso redor alguns dos maiores desafios para arquitetos e urbanistas de nossa geração; realizar projetos que tornem as cidades mais humanas e menos impactante ambientalmente, nas mais diversas escalas. Nossa metrópole é um dos grandes exemplos da migração das populações do mundo para as cidades. Hoje elas já superam a população do campo e serão a grande questão a se enfrentar neste século. Se por um lado temos uma demanda enorme à atender, mas em contrapartida uma realidade de mercado que bloqueia o acesso à arquitetura pela maioria, são as mudanças culturais e tecnológicas na própria profissão que definirão seu papel no desenvolvimento humano e urbano.

Pretendo realizar uma arquitetura que atenda e supere a expectativa dos usuários, buscando além do menor impacto, a eficiência e também resultados estéticos interessantes.