Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal – Eng. Carl Eugen Langen


Vou escrever aqui sobre um inusitado sistema de transporte: Os Bondes sob trilhos suspensos sobre um rio em Wuppertal, construído acompanhando o leito do rio Wupper (ao sul na Vale do Rurh) na Alemanha. Trata-se do Wuppertaler Schwebebahnsimplesmente o sistema de transporte em monotrilho mais antigo do mundo, iniciando operação em 1901!

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal – Eng. Carl Eugen Langen

Sobre o local:  A cidade é composta hoje pela conurbação de 7 distritos; Barmen, Elberfeld, Vohwinkel, Ronsdorf, Cronenberg, Langerfeld e Beyenburg, sendo que os dois primeiros os que davam nome à cidade até 1930.

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Por ser uma região estreita e montanhosa, o local apresentava maior dificuldade na execução de um transporte sobre trilhos convencional. Somando isso ao fato de toda a região ter se desenvolvido junto (como era de se esperar) ao rio, e posteriormente conurbado seus territórios, havia motivo suficiente; tanto de demanda quanto técnico (pela busca da menor declividade) para executá-lo junto ou próximo ao leito. Porém, suspender o trem acima do rio é algo que seria bastante inovador nos dias de hoje, imaginem então na época que em ele foi construído. 

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Algumas outras considerações:

Numa primeira análise pode-se encarar o empreendimento como uma agressão ambiental, porém existem outros fatores a serem levados em conta. Para isso, vejamos o contexto no qual ele foi construído.

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Na época a Alemanha – sob o comando de seu último e controverso imperador (reconhecido por ter um gosto pelo moderno, por tecnologia, pela industria e pelas ciências) – tinha o crescimento econômico de um país unificado,  mas com uma organização política estabelecida desde as províncias do reino prussiano , isso durante o fértil período do desenvolvimento das cidades na revolução industrial. 

 Suspender o trem acima do rio é algo que seria bastante inovador nos dias de hoje, imaginem então na época que em ele foi construído.

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Poucos anos portanto de uma comissão investigativa local, e a opção de ferrovia suspensa se torna a escolhida. Como bons argumentos seriam; o menor movimento de terra (também de desapropriações e demolições) do que se fossem executados trilhos próximos do nível do rio – mesmo que para isso fossem utilizados 19.200 toneladas de aço. Outra questão são as enchentes, que quando ocorressem afetariam o principal sistema transporte (* que para nossos parâmetros pode ser classificado como de média capacidade) destas cidades.

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Agora o mais interessante é analisar o efeito da indução, pois esta infraestrutura quando em funcionamento trouxe não só a demanda existente, mas permitiu seu crescimento e seu atendimento  neste modal de transporte público. Esta escolha liberou ou o restante da cidade dos impactos que esta mesma demanda traria se fosse priorizado o transporte individual.

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

Além disto, uma característica “colateral” foi trazer maior atenção e importância ao leito do rio, o qual já se consistia no principal eixo de desenvolvimento urbano local, mas que quando o sistema de bondes suspensos foi construído e entregue o rio era poluído. Embora a administração pública local tivera tempo e dinheiro para corrigir este problema, muito se deve ao fator político exercido por uma população que passou então a percorrer seus trajetos diários junto ao rio. Hoje ele é limpo e suas margens possuem parques em diversos trechos estratégicos.

Bondes suspensos sobre um rio em Wuppertal - Eng. Carl Eugen Langen

A cidade demorou para aceitar e incorporar essa inovação, talvez por desconhecimento e medo. Mas graças à ela hoje é possível o acesso e a contemplação de uma  grande variedade de locais e a acomodação dos diversos usos do solo urbano da região; áreas residenciais, mistas, áreas corporativas, escolas, parques, indústrias.

Espero que tenham gostado do post, e que sirva para alguma reflexão. Dúvidas ou comentários escrevam!


Escrito por
More from Fabio Lanfer

Skate e cidadania – urbanismo radical?

A Prefeitura de São Paulo gastou entre os anos de 2010 e...
Leia mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *